quarta-feira, 13 de junho de 2012

SE DEVER, NÃO CONDUZA


2 comentários:

  1. Por um acaso inexplicável não devo nada a ninguém (facto espantoso num país como Portugal). Mas no dia em que eu visse o caso mal-parado e soubesse que me iriam apreender a casa ou o carro, não hesitaria em vandalizar ambos NA TOTALIDADE. Acho que já anda muita gente por aí a fazer o mesmo. Têm o meu apoio INCONDICIONAL. eheheheheheh:)

    ResponderEliminar
  2. Tem-se dado casos de enganos, em que as pessoas ficam sem os bens e depois têm esperar anos para demonstrar em tribunal que tinham razão- mas entretanto já ficaram sem os bens.

    ResponderEliminar